English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, abril 25

25 de abril

Para os meus leitores internacionais, nós, portugueses, comemoramos hoje os 42 anos de liberdade. Do tempo em que vivíamos sob um regime militar, inicialmente começado por António Salazar e após a sua retirada, por Marcello Caetano. Os militares saíram à rua, assim como o povo e, deu-se a revolução dos cravos que nos deu a liberdade. Grândola, vila morena foi a música que marcou o 25 de abril de 1974.

Aos meus leitores portugueses, contínuo a dizer o que tenho vindo a dizer, acho que a liberdade que temos hoje em dia é exagerada. Concordo que a liberdade seja de expressão, de pensamentos e de algumas ações. Que nós, mulheres, tenhamos muitos direitos que não nos eram atribuídos na altura. Que o trabalhador tenha direito e não seja um escrevo. Mas ainda assim, acho que temos liberdade de expressão a mais no que toca aos palavrões, por exemplo. Muitas coisas que diziam respeito à fase da infância e que hoje não existe mais. Acho também, que nos falta alguém com o pulso do Salazar, no que toca a governar o país financeiramente.

Bom feriado, portugueses!

6 comentários:

  1. É importante que nunca nos esqueçamos da conquista que foi o 25 de abril!

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Espero que também tenha sido um ótimo dia :)

      Eliminar
  3. O Salazar não era bem ter pulso, era mais mandar perseguir, prender e torturar quem pensava diferente dele...
    Mas que as pessoas perderam o respeito umas pelas outras, em grande parte perderam, isso sim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se leres o livro "a última criada de Salazar" vais ver que ele era muito mais do que um ditador, um homem com pulso para governar o país :)

      Eliminar